Icones


O Icone portátil pintado em madeira está intimamente ligado á liturgia bizantina. Como objeto de culto ele tem uma relação teológica com o ortodoxo praticante.
É tambem aceite pelo catolicismo porque antes da separação das igrejas a iconografia era tradição comum.
Neste ultimo milénio perdeu-se a tradição da iconografia como obejeto de culto no ocidente. Do ponto de vista artístico a pintura de ícones reporta á tradição da pintura funerária egípcia no que respeita à técnica e tambem a sua função descritiva e pedagógica .
O ícone divulgou-se através do império bizantino no seu apogeu e tambem na sua decadência sofrendo diversas influencias estrangeiras.  Nos nossos dias ainda é pouco conhecido no ocidente estando a ser redescoberto recentemente por alguns cristãos católicos. O ícone do grego (eikonion) quer  dizer imagem. É uma arte teológica que exprime a beleza do sagrado. Ela representa o espírito de Deus , a beleza profana é física, mas o ícone exprime a beleza do ser espiritual da personagem representada.
Não podemos considerar o ícone como um retrato porque ele simboliza o Evangelho do Espírito Santo.
A importância das cores e a expressão das figuras dão uma visão do mundo espiritual. A luminusidade das cores é particularmente intensa .  As figuras aparecem coroadas com uma auréola dourada. Quando olhamos os ícones podemos facilmente reconhecer as pessoas representadas pois elas tem sempre os mesmos traços .
Aqueles que conseguem deduzir todo o seu simbolismo recebem ajuda e inspiração, bem como um entendimento mais profundo da complexa natureza do homem . Por vezes os ícones parecem rígidos e impessoais aos olhos do ocidente; os corpos dos santos, ascéticos, acentuando em excesso a superioridade do espiritual sobre a natureza física. Encontramos tambem outros que expressam ternura compaixão e amor, virtudes que o homem compartilha com o Criador. Os cristãos ortodoxos não menosprezam o divino; crêem que necessitam de purificação e regeneração e os ícones confirmam esta crença. A vitória sobre a carne expressa-se pelos olhos que refletem a aventura eterna experimentada pelos que conseguiram harmonia com o Criador.





voltar ao início